A curva da laranja

A Curva da Laranja tinha esse nome, porque o pessoal que  costumava ficar lá, comprava laranjas pra comer durante o jogo. Era tão comum, que muitos até usavam uma maquininha de descascar laranjas.

O professor Heriberto nos contou uma história que ele viveu na famosa Curva da Laranja:

“Meu ‘pai adotivo’, dr. Vicente de Oliveira Santos, era delegado de polícia e tinha uma cadeira na Baixada, na Curva da Laranja. Um dia ele me levou pro jogo, e chegou um velhinho de uns 80 e poucos anos, com um saco de mimosas num plastiquinho amarelo. Ele andava com dificuldades, sentou, olhou pra mim e cumprimentou. Aí abriu o saquinho e tirou duas mimosas, pôs no lado e me disse: ‘Moço, são pra você jogar no juiz.’

O juiz era o desgraçado do Rubens Maranho. Durante o jogo, ele metendo a mão no Atlético, até que aconteceu uma falta bem ali na frente da Curva da Laranja. Eu levantei, peguei a mimosa e taquei no juiz. E fui tão feliz, que deu bem no meio da testa dele. A torcida fez aquela algazarra, todo mundo comemorando.

E o velhinho virou pra mim e disse: ‘Parabéns, moço!'”

Naquele tempo não se perdia mandos de jogos. Mas, uns três ou quatro meses depois disso, proibiram a venda de laranjas e mimosas no estádio. Porém, o apelido da Curva da Laranja continuou. Sua localização na Baixada era onde hoje fica o setor dos visitantes.

Anúncios

Um comentário sobre “A curva da laranja

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s