Contestações dos títulos atleticanos feitas pelos coxas

Primeira contestação
Por 13 vezes o Coritiba negou a conquista de títulos do Atlético, com ações no Tribunal Desportivo.

Em 1929, o Atletiba terminou empatado em 4×4. Naquele tempo, era comum o atacante ir pra cima do goleiro, fazer a obstrução enquanto um companheiro chutava para o gol. Era um lance válido, desde que não se empurrasse o goleiro. No final deste jogo, houve um lance mais ou menos assim, mas o jogador do Coritiba empurrou o goleiro Alberto. O árbitro apitou a falta, mas o jogador coxa fez que não ouviu, chutou para o gol e saiu vibrando.

O presidente da FPF, que era coxa, anulou o jogo. O Atlético, sabendo disso, entrou com um recurso no CND, que julgou e deu a partida terminada em 4×4. Com isso, o Atlético foi Campeão Paranaense invicto em 1929. Essa foi a primeira vez que o Coritiba fez um documento negando a conquista do título pelo Atlético.

Anos 70
Em 1970, Nilson Borges foi julgado pelo Tribunal e absolvido. E o Coritiba entrou com uma ação dizendo que o Nilson não deveria ter sido absolvido pelo Tribunal e que o Atlético não era campeão e que eles deveriam ser os campeões.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s