O Atletiba da Gripe (1933)

Atlético, o Clube da Raça

Em 1933 uma forte gripe pegou todo mundo no Atlético a 15 dias do Atletiba. Tendo em vista essa situação, o Atlético decidiu pedir à Federação para adiar o jogo. Era o primeiro jogo do Campeonato, mas o Coritiba não aceitou o pedido e o jogo foi mantido.

Com a manutenção do jogo, houve uma reunião dos dirigentes do Atlético, na terça-feira antes da partida, para que decidissem o que iam fazer. Cogitou-se a hipótese de entregar os pontos e não jogar. Na quarta-feira foi a vez dos jogadores se reunirem e eles decidiram que jogariam mesmo gripados. Na quinta-feira, eles comunicaram sua decisão à diretoria, que achou aquilo uma loucura, mas acabou concordando.

Chegou o domingo, 21 de maio de 1933, e o Atlético, com o time todo gripado foi a campo. Resultado, o Atlético venceu o jogo por 2×1, com gols de Raul Rosa e Marreco. O placar, com vitória por diferença de um gol, não refletiu a determinação dos atleticanos em campo. Na terça-feira, a manchete do jornal O Dia dizia: RAÇA 2X1! A partir disso o Atlético tornou-se o Clube da Raça.

Ficou feio para o Coritiba, que não quis remarcar o jogo. Acabou perdendo para um time gripado, com gol do velho Marreco, que já estava “com uma perna só em campo”. A gozação nos cafezinhos da Boca Maldita (que ainda não tinha este nome) foi geral.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s