1980 e o Torneio da Morte

1980 foi mais um ano de vacas magras para o Atlético, o time não ficou entre os 8 que se classificavam para a próxima fase e precisou disputar o Torneio da Morte. Neste torneio o Atlético classificou-se em primeiro lugar, dentre os quatro que teriam direito a disputar a próxima fase.

As coisas eram difíceis para o Clube, não fosse a ajuda financeira dos diretores da época, o Atlético não teria dinheiro para nada. A torcida passava por um momento semelhante, cheio de dificuldades. As coisas eram feitas meio que na cara e na coragem, com a ajuda de um e de outro.

Os materiais da torcida (bandeiras, instrumentos etc) eram guardados na casa do Belotto e no dia de jogo eram levados para a Baixada de carro.  Era sempre uma aventura levar um monte de bandeiras e instrumentos em dois carros.

No final do ano as coisas melhoraram e a torcida conseguiu uma salinha na Baixada para guardar o material. Sala que foi conseguida graças a ajuda de Rui Carlos Ribeiro que era funcinário do clube e um dos fundadores do ETA.

Anúncios

Um comentário sobre “1980 e o Torneio da Morte

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s