1984 – Primeira comemoração de aniversário

Relacionamento com a diretoria

Com a entrada de Valmor Zimmermann na presidência do Atlético, a torcida passou a ter um relacionamento mais próximo da diretoria do Clube.

A possível união com a Guerrilheiros

Em 1984 cogitou-se a possibilidade da Fanáticos unir-se a torcida Guerrilheiros da Baixada. Marcou-se uma reunião para discutir a união que quase foi concretizada. Não fosse o voto contra de Nelson Carneirinho, que puxou outros votos contra, a união teria se concretizado. No ano seguinte, a torcida Guerrilheiros da Baixada acabou, e a Fanáticos segue até hoje.

Nação Rubro-Negra

Neste ano a torcida Nação Rubro-Negra encerrou suas atividades e doou seus materias à Fanáticos. Também foi doada uma kombi que era da Nação, coisa que ajudou muito a Fanáticos a ter um veículo para levar os materiais para os jogos. Essa kombi posteriormente foi apelidade de Kid Bala.

Em retribuição a Fanáticos passou a adotar o coração, símbolo da Nação, em sua camisa.

Primeira comemoração de aniversário

Aos sete anos de vida, a Fanáticos fez sua primeira festa de aniversário que foi marcada por um churrasco e por um bolo feito pela Sueli.

Entrada de Julião na torcida

No final deste ano, foi que Julião passou a fazer parte da torcida, trazido pelo seu amigo Gerson. Sua entrada na torcida ficou marcada por uma viagem para ver um jogo no interior.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s