A viagem pra Apucarana

Renato Sozzi contou de uma viagem que a Torcida Os Fanáticos fez a Apucarana, quando a torcida local quebrou o ônibus da torcida.

“Teve uma viagem pra Apucarana, lá era complicado. O Jesus Vicentini era o presidente do Apucarana e o Scarpelini era o prefeito. Lá no interior gostavam muito de pegar no pé do juiz, principalmente nos jogos contra os times da capital, a culpa era sempre do juiz. E lá o nosso ônibus estava bem do lado do vestiário do juiz. E o Atlético ganhou, eles acharam que o culpado era juiz e a torcida foi se revoltar pra bater no juiz. E nós ficamos no meio da confusão.

Quando nós estávamos saindo com o ônibus escoltado pela polícia, um cidadão lá de Apucarana jogou um tijolo no vidro do ônibus, quebrou o vidro inteirinho e deu no peito do motorista que capotou pra trás, desmaiou na hora. Eu estava do lado do motorista e o Zé Bunitinho no meio em pé. Graças a Deus o Zé Bunitinho pulou no volante, eu puxei o motorista pro chão. O Zé Bunitinho assumiu o volante, mesmo sem ter carteira de motorista e foi os 30 km dirigindo na BR. E assim nós fomos, com o vidro quebrado, o motorista capotado e a galera lá atrás gritando ATLÉTICOOOO.

Paramos num posto policial e lá disseram que não era com eles, que era com a Polícia Rodoviária Federal e que tínhamos que voltar pra cidade pra resolver. Nisso parou o Mário Henrique, o Wilson Maciel e o Fernando César. O Fernando César e o Wilson Maciel levaram o motorista pro hospital e o Mário Henrique levou eu e o Lino de volta pra cidade, nos deixou na frente da casa do prefeito.

Era umas duas horas da manhã, o prefeito não queria nos atender, tinha uns seguranças na frente da casa. E nós pensamos: ‘Ah não quer nos atender, é?’ Começamos a gritar: ‘A-TLÉ-TI-COOOOO’. Só nós dois berrando no meio da rua de madrugada. Aí os seguranças disseram que iam mandar nos prender. E eu gritando: ‘Pode prender, nosso ônibus está preso lá na estrada com o vidro quebrado. Vocês tem que dar um ônibus pra gente ir embora daqui. Está todo mundo preso lá, e nós vamos presos juntos com os caras.’ Daqui a pouco saiu o Scarpelini de chinelo, dizendo: ‘Porra, vocês são chatos!’ E eu disse: ‘Chatos são os cidadãos dessa sua cidade que quebraram nosso ônibus. Nós temos que voltar embora.’ De tanto enchermos o saco dele, ele conseguiu um ônibus pra gente voltar.”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s