O estilo irreverente de Alfredo Gottardi

Foto: Fabio Mandryk

Alfredo Gottardi era espirituoso e irreverente como ele mesmo fez questão de frisar durante todo o encontro. Por ser muito técnico e habilidoso ele tinha segurança para deixar o atacante dominar a bola, pois segundo ele mesmo diz, tinha certeza de que roubaria a bola do adversário. Por sua irreverência cansou de dar sustos na torcida atleticana ao dominar a bola no peito dentro da pequena área.

Outra mania que tinha era meter a bola por baixo das pernas do adversário, se ele desse moleza, Alfredo não perdoava. Nem mesmo Pelé escapou dessa, como contou Alfredo:

“Meti uma bola nas canetas dele, ele saiu dando soco nas minhas costas. Pelé era uma figura. Mas também, dentro da área pequena, ameacei de chutar, ele abriu as pernas, chutei no meio das pernas dele.”

Ele relembra outra passagem dessas contra o União Bandeirantes:

“Teve uma vez em Bandeirantes, o Machado era o centroavante deles, e o Almeida (zagueiro atleticano) estreou nesse jogo, negão, tinha 1,90 de altura. Eu dominava a bola, ameaçava de chutar, o Machado abria as pernas e eu tocava no meio das pernas dele. Ali pela oitava vez, o Almeida chegou e falou pra mim: ‘Você combinou com ele, né?’ E eu: ‘Combinei o quê?’ E o Almeida: ‘Você fala pra ele abrir as pernas e joga a bola, né? Porque não é possível, toda bola o cara abre as pernas e você joga no meio das pernas dele’.”

Enquanto conta Alfredo ri relembrando o momento e conclui: “Era divertido jogar bola”.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s